:. SÓ NA LUTA SINDICAL PODEREMOS GARANTIR UM “ESTADO DE DIREITO”